Sede São Paulo

Rua Araújo, 216 - República

Tel: (11) 3229-7989 / 3229-5527

E-mail: atendimento@sasp.arq.br

  Associe-se
 

Cineclube Vladimir Herzog debate o “sequestro” das democracias pelo mercado financeiro

Cineclube Vladimir Herzog debate o “sequestro” das democracias pelo mercado financeiro

“Dedo na ferida” discute o controle dos governos pelo capital financeiro

 

O Cineclube Vladimir Herzog exibe, na última terça-feira de setembro (25), às 19h, o longa “Dedo na ferida” (2018), novo documentário de Silvio Tendler, que analisa como o mundo das finanças “sequestrou” as democracias e, hoje, está à frente das tomadas de decisões.

 

Tendler – também conhecido como “o cineasta dos sonhos interrompidos” por abordar em seus filmes personalidades como Jango, JK e Carlos Marighella –, realiza diversas entrevistas com personalidades artísticas (o cineasta Costa-Gavras), políticas (os ex-ministros Celso Amorim e Yanis Varoufakis) além de professores e economistas (Ladislaw Dowbor e Laura Carvalho), e compõe um panorama de como o capital pode influenciar a política, os governos e a nossa vida cotidiana.

 

Outro ponto forte do filme é acompanhar o longo trajeto diário de Anderson: do emprego em Copacabana, bairro nobre carioca, até sua casa, localizada em Japeri, região com o pior índice de desenvolvimento humano do Estado do Rio de Janeiro e onde está onde está sediado um destacado grupo de teatro, o Código, que enfrenta enormes dificuldades para sobreviver.

 

Tendler cumpre o que promete no título: coloca o dedo na ferida ao mostrar a concentração de poder econômico nas mãos de poucos e o lucro crescente dos bancos, num contexto em que a desigualdade social aumenta cada vez mais.

 

Após a sessão, será realizado um debate sobre o filme e o contexto das eleições (marcadas para o dia 07 de outubro).

 

Sobre o Cineclube Vladimir Herzog

 

O Cineclube Vladimir Herzog é uma iniciativa do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo (SJSP) e do Sindicato dos Arquitetos no Estado de São Paulo (SASP) e visa resgatar um espaço que teve papel importantíssimo na resistência à ditadura e na luta pela redemocratização do país. Filmes como “O Homem que Virou Suco”, de João Batista de Andrade, chegaram a um imenso público a partir das sessões realizadas pelo Cineclube. As sessões são sempre nas últimas terças-feiras de cada mês, seguidas por debates com realizadores dos filmes e/ou convidados. Para mais informações, visite nosso blog e nossa página nas redes sociais.

 

Serviço

Exibição do documentário “Dedo na ferida” (2018, Silvio Tendler) + Debate sobre o “sequestro” das democracias pelo mercado financeiro

25 de setembro (terça-feira), às 19h

Rua Rêgo Freitas, 530 – República, São Paulo – SP – Sobreloja.

Exibição gratuita

Mais informações: (11) 3229-7989

No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website